Aula de redação

Violência no lar contra a criança

Posted on: setembro 20, 2008

Abuso passivo ou negligência
“A negligência da negligência”
Milhões de crianças jamais terminam a escola, não sabem ler, têm limitado acesso aos cuidados médicos, enchem as cadeias e são devastadas pelos crimes e drogas em um ambiente “afamiliar”.
Ocorre negligência infantil quando os responsáveis, em qualquer nível, pelas necessidades básicas da criança, deixam de cumpri-los.
Na sua forma mais branda pode ser encarada como uma falta de vigilância e segurança, estando exposta a maior risco de acidentes e intoxicações. Na sua forma mais grave, o paciente se apresenta com atraso de crescimento e retardamento do desenvolvimento como resultado de alimentação adequada ou ineficaz.
“A pobreza não é igual à negligencia”
Fatores de risco são similares aos encontrados nos casos de abuso. A maioria foi indesejada e procurou-se pouca assistência no pré-natal. Os pais não parecem preocupados com o atraso. Poucos cuidados médicos e vacinas atrasadas.
Essas crianças sorriem pouco, são apáticas e retraídas quando deixadas sozinhas. Apresentam mais interesse em objetos que em pessoas. Evitam contato com os olhos e se recusam a ser tocadas ou acariciadas.
Higiene precária, roupas sujas e assaduras de fralda. A maneira de confirmar é remover a criança deseu meio e observar o crescimento quando bem alimentada.
A lei pode ser útil para mudar o comportamento. Mais eficaz em solicitar limites de segurança para medicamentos, temperatura para aquecedores de água, segurança de brinquedos e dispositivos de segurança.
Abuso emocional
Associa-se a todas as outras, embora possa ocorrer isoladamente e variar desde a desatenção até a
rejeição ostensiva, expiação ou sujeição pelo terror. Por não deixar estigmas visíveis é muito difícil de se
documentar.
As vítimas podem se apresentar com ansiedade crônica grave, agitação, hiperatividade, depressão ou reações psicóticas ostensivas.
Muitas são socialmente retraídas, tem problemas em se relacionar e vão mal na escola. Uma baixa auto-estima é a regra.

http://www.educaremrevista.ufpr.br/arquivos_15/pascolat.pdf

About these ads

10 Respostas to "Violência no lar contra a criança"

Realmente é difícil aceitar a triste realidade de nossas crianças.
São violentadas a todo momento,se não física ,psiquicamente.
Dá pena saber que os responsáveis pela vinda dessa criança ao mundo, não estavam preparados para recebê-la,talvez aqueles que os receberam também não estivessem.
Mas como desacelerar esse círculo vicioso rebanho de miséria humana?
O tratamento deve começar pelos pais, ou quem quer que seja.Oferecendo a esta pessoa o mínimo necessário à sua subsistência.E não dá pra atrelar o auxílio ao menor que ela “cuida”, porque a miséria é tanta que é possível que ela “traga mais pessoas ao mundo” para aumentar o valor que receberia por cada menor.

A educação é a saída.

A criança na escola com alimentação e educação moral,cívica, religiosa,de base.Seria ,de fato, um apoio para a família.

ainda que desestruturada, ainda que com genitores desestruturados, haveria alguma esperança para essas crianças do nosso Brasil.o futuro.

todas as crianças precisam de carinho,educação,respeito e uma família que as ame e proteja.

obrigado pela ajuda moral,que tenho depois de ter lida as suas palavras.

valeu pela ajuda. Era um trabalho de portugues

parabéns pelo comentário…gostei muito e tenho em mente que a ” BOA EDUCAÇÃO É UMA MOEDA DE OURO, EM TODO LUGAR TEM SEU VALOR E CONCORDO COM ESCRITOR ARTHUR LEWIS QUANDO RESSALTA QUE A “EDUCAÇÃO NUNCA FOI DESPESA. SEMPRE FOI INVESTIMENTO COM RETORNO GRATUITO”.

gostei dessa
dessa redacao

A educação é o único caminho em que todas as crianças sejam elas ricas ou pobres poderão usufruir, aprender e praticar.

” é deve dos pais, educar as crianças ,prove os alimentos e deixa-las livres de toda e qualqer situação constragedora. a violencia fisica e piscologica marcam a criança , que vai aos maus tratos do abandono interlectual. ums dos piores crimes é o de abuso sexual e a violéncia fisica “

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: