Aula de redação

Praticando com o Ewerton

Posted on: junho 6, 2008

A mentira, uma análise de suas conseqüências.

Ewerton Lima

A mentira nem sempre deve ser julgada nociva.Muitas vezes, exerce um papel amenizador às verdades dilaceradoras e pode influenciar na auto-estima do indivíduo dilacerado.Este falta com a verdade, ao menos uma vez em sua vida. No entanto, muitos o fazem com o intuito de prejudicar alguém, o que explica o sentido pejorativo dessa palavra.

Um exemplo do papel conciliador da mentira é a técnica – estudada por oncologistas – de não contar ao paciente o diagnóstico de um câncer. Com o consentimento da família, o tratamento acontece, mas o enfermo acredita estar sendo curado de outra doença. Os resultados do tratamento mostram que a porcentagem de sucesso nesses casos é alta, portanto, omitir a verdade é um instrumento essencial para a cura.

Contudo, existem aqueles que usam a mentira para outros fins. Na internet, mentiras são campos férteis para aplicar golpes cujas vítimas – quase sempre das classes C e D – saem prejudicadas, o que também reforça o senso comum acerca da nocividade do ato de mentir. No caso, o objetivo da ação só beneficia quem a pratica.

Aqueles que mentem, com o intuito de aplacar qualquer tipo de dor não podem ser comparados aos que o fazem para prejudicar outro indivíduo. Omitir a verdade pode servir, tanto para ajudar a curar um câncer, quanto para tirar dinheiro de outrem, tudo depende do caráter e, da intenção do mentiroso.Os golpes cometidos por meio da internet e a técnica de cura, utilizada pelos médicos são uma grande prova disso.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: