Aula de redação

Jéssica Couto

Posted on: junho 8, 2008

A Jéssica, um sol em 2007. Agora só nos falamos pela Internet, o tempo falta, mas nunca carinho entre a gente. Agora, cursa medicina, Usp. Acho que a ajudei um pouco nas aulas de redação. Digo isso porque, sem mim, a Jéssica passava no vestibular Ela escreve e, se não me engano, ainda vai dar o que falar. Na escrita. Na Ciência. No Humanismo.

E quem passaria a vida em brancas nuvens teria sido eu, não a conhecesse. A garota é especial.

Aqui um pequeno texto, fragmentos de idéias, que ela mandou com respostas às 26 perguntas que lhe fiz.

Eis

A medicina é como a massa piegas diz um “sacerdócio” nós nos isolamos em grande parte da nossa família, amigos (não médicos), hobbys. Às vezes parece q fui pra um convento e não pra uma universidade. Assim como os monges medievais, abdicamos ,ou protelamos, muitas das convenções sociais: namoro, casamento, até as práticas esportivas. Temos duas opções: ou abdicamos ou fazemos entre nós. Nosso modus vivendi é muito diferente do resto do mundo, logo alguém de fora dificilmente compreende essa loucura em que nos metemos. Perdi vários relacionamentos por culpa Dela, minha Caaba acadêmica, a Medicina.”

***

Decepções… Bem acho q nos decepcionamos, a partir do momento q nascemos, ficamos 9 meses loucos para sair do útero. E assim saímos, o q é q fazemos? Choramos!!! A decepção faz parte de qualquer amadurecimento saudável. Quem não ficou chateado quando soube que o bondoso velinho presenteador era apenas uma lenda escandinava? Demorei quatro anos pra ir estudar na faculdade em que meu avô e 2 tios fizeram, pra mim esse lugar era quase um mito… Malditas peças pregadas pelo “mundo das idéias”. Creio q nossa decepção vem delas. Mas pra quem superou o papai Noel, superar o ICB e a cidade universitária vai ser moleza.”

****

“Da Usp e do dia-a-dia

Nas matérias mais teóricas e distantes da medicina me sinto uma cumpridora de créditos, mas, nas matérias práticas, tento me envolver ao máximo. O bom da USP é q você tem tempo pra tudo, inclusive pra aprender o q é legal e… a como se dedicar a essa arte.

Esse começo é extremamente conturbado, não consigo me organizar pra nada. Sou incapaz de até de dar conta das tarefas acadêmicas, mas não por falta de talento ou capacidade, é por falta de manejo com o tempo mesmo.”

***

O curso em si não me deslumbra tanto. Sou realmente fascinada pela arte que é fazer medicina.”

***

“Mtos estão aqui para desfrutar do status que tem o estudante de medicina. Inclusive acho q o estudante tem um appel social maior que o do médico já formado.”

***

Você sente que está crescendo não no decorrer do curso e sim nas situações vividas quan você está de jaleco e alguém, desesperado.

***

O ano anterior, lá na Santa Casa

Como o curso lá tinha uma abordagem mais prática, meu amadurecimento foi rápido e meio assustador: em meses passei de leiga a suturadora de “PS”, tinha um pouco de insegurança, mas graças a essa experiência tive certeza da minha escolha.”

3 Respostas to "Jéssica Couto"

Jéssica

Obrigada pelas palavras. Quando quiser escrever mande que eu coloco aqui.

Beijos

Rose

Jéssica

todo bom médico é aspirante a cronista, vc é os dois

saudações hipocráticas!

Jé, que saudade.
Te ler foi a melhor coisa da minha semana, como você sempre diz: força!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: