Aula de redação

Dom Casmurro

Posted on: setembro 5, 2008

O meu fim evidente era atar as duas pontas da vida, e restaurar na velhice a adolescência.
Pois, senhor, não consegui recompor o que foi nem o que fui. Em tudo, se o rosto é igual, a fisionomia é diferente. Se só me faltassem os outros, vá; um homem consola-se mais ou menos das pessoas que perde; mas falto eu mesmo, e esta lacuna é tudo. O que aqui está é, mal comparando, semelhante à pintura que se põe na barba e nos cabelos, e que apenas
conserva o hábito externo, como se diz nas autópsias; o interno não agüenta tinta. Uma certidão que me desse vinte anos de idade poderia enganar os estranhos, como todos os documentos falsos, mas não a mim. Os amigos que me restam são de data recente; todos os antigos foram estudar a geologia dos campos-santos. Quanto às amigas, algumas datam de quinze anos, outras de menos, e quase todas crêem na mocidade. Duas ou três fariam crer nela aos outros, mas a língua que falam obriga muita vez a consultar os dicionários, e tal freqüência é cansativa.
Entretanto, vida diferente não quer dizer vida pior; é outra coisa. A certos respeitos, aquela vida antiga aparece-me despida de muitos encantos que lhe achei; mas é também exato que perdeu muito espinho que a fez molesta, e, de memória, conservo alguma recordação doce e feiticeira. Em verdade, pouco apareço e menos falo. Distrações raras. O mais do tempo é
gasto em hortar, jardinar e ler; como bem e não durmo mal.
17. Pode-se afirmar que, neste trecho, extraído de Dom Casmurro, de Machado
de Assis, o autor
a) descreve o estilo de vida da personagem, desde a infância até a vida adulta,
alternada por sentimentos de solidão e euforia, momento este em que ela se
dedicava ao convívio social de forma exaustiva.
b) procura desvincular a velhice da juventude, como se fossem dois segmentos
opostos; a primeira, por ser a última etapa da vida, a segunda, por se tratar de um
período de múltiplas possibilidades.
c) compara sua vida com a dos amigos que perdeu, tentando compreender a influência
que eles exerceram em sua trajetória, para identificar aí as causas que o levaram a
adotar algumas atitudes.
d) nega que passado e presente se somam e que a vida é uma contínua sucessão de
momentos que devem ser vividos, de preferência, entre os amigos, pois esses são
capazes de amenizar nossa solidão.
e) promove um balanço de vida, ou mesmo, tenta recompor uma experiência vivida,
em que o passado é convocado e o presente se apresenta como a possibilidade de
se configurar o que passou.

Retirado do vestibular da Cásper Líbero

Anúncios

2 Respostas to "Dom Casmurro"

Qual é a resposta professora? letra “e”?

Amanhã respondo..estou corrigindo redações…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: