Aula de redação

ainda sobre a sociedade do espetáculo

Posted on: setembro 20, 2008

Um dos postulados do “Maio de 68″ foi a tese do livro A sociedade do espetáculo, de Guy Debord. Segundo o livro, estaríamos vivendo em uma “sociedade do espetáculo” – o mundo das imagens. Mas não de um modo simples. O espetáculo seria o resultado das artimanhas da mercadoria, e não os fenômenos de profusão de imagens pela onipresença das mídias. A idéia de Debord nos anos sessenta, e que ele praticamente sustentou até 1994, quando cometeu suicídio, não dizia respeito à palavra espetáculo como ela é usada por nós, no cotidiano. Não se tratava do que é desejado de ser visto como entretenimento, embora também o seja. O espetáculo de que falou Debord não necessariamente tinha algo de espetaculoso. Não era o “show”. Espetáculo, no sentido que ele usou, tinha a ver com uma compreensão neomarxista (mas, a meu ver, também heideggeriana) dos resultados do mundo reificado-fetichizado posto pela mercadorização, enquanto fruto da maneira como vivemos sob o capitalismo…

Continue lendo aqui

http://ghiraldelli.wordpress.com/2008/04/20/filosofia-da-percepcao-social/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: